top of page
Artboard 34titles.png

NASDAQ Fintechs: Queda de Empresas de Capital Aberto

Para entendermos o momento das empresas de tecnologia e orientar nossa atuação em M&A e Captação de recursos, analisamos empresas da Nasdaq do segmento que tem atraído mais investimentos de venture capital nos últimos anos: Fintech.


Vemos o índice fintech da Nasdaq com uma queda de mais de 33% entre 31/12/21 e 16/06/22. Contudo, este índice inclui ações de companhias consolidadas tais como Visa, Mastercard, Equifax, Fiserv, entre outras.



Quando olhamos uma amostra focalizando empresas mais inovadoras, encontramos quedas muito relevantes variando entre 30% e 80% do Market Cap, com exceções interessantes como SoFi e Marqeta, provando que nem tudo foi negativo em fintech. Logo se vê que tivemos uma bolha de valuation quando mesmo após perder 63% do valor de mercado, o PayPal ainda estava avaliado em 3,1x receita em 16/06.



Como os mercados públicos se ajustam mais rápido, ainda não vemos um efeito comparável nos reports do Pitchbook e CB Insights, além da diminuição do volume investido e tamanho das rodadas. Mas é certo que os ajustes serão fortes, com um reenquadramento das condições aos fundamentos básicos de resultado, crescimento e valuation entre rodadas de investimento.


Em geral, já estamos vendo uma redução de até 50% nas avaliações. Porém, essas constatações não são necessariamente negativas: empresas e founders com consistência, preparados para captar menos recursos e serem mais eficientes ganham destaque e podem ocupar bom espaço, se souberem operar bem as duras decisões de layoffs, downrounds e priorização. Essas percepções de perda com os ajustes de hoje podem muito bem se tornar irrelevantes no futuro.


Com o grande volume de capital disponível para investir dos fundos de VC e PE, a competição pelo capital continuará intensa com muitas rodadas em segmentos mais inovadores e defensivos.

Comentários


bottom of page