top of page
Artboard 34titles.png

Ecossistema Brasileiro de Cripto




O ecossistema brasileiro de cripto está amadurecendo e com avanços significativos nos últimos anos, com progresso regulatório e uma colaboração efetiva entre players e reguladores.


Com 6,3 milhões de investidores em cripto no Brasil, alta de 50% quando comparamos 2022 com 2021, atualmente os criptoativos são o segundo ativo de risco mais popular entre os brasileiros, atrás apenas dos fundos de investimento.


Entre players de grande porte como as exchanges, players mais tradicionais que já oferecem ou possuem parceria para ofertar produtos cripto, investidores que possuem portfólio de investidas no segmento, plataformas de tokenização, de uso de blockchain para solucionar problemas do dia a dia de seus clientes, são diversas as aplicações de cripto no país e esse é só o início.


Em 2022, o segmento cripto foi responsável por um total de US$ 26,2 bilhões em fundraising no mundo, uma alta de 4% de alta comparado a 2021, ou seja, um dos segmentos de tecnologia que, apesar de maior volatilidade, performa com uma trajetória positiva segundo a percepção dos investidores financeiros.


Com um ecossistema com mais de 90 iniciativas no Brasil, listamos os principais players dentro de 18 categorias:


Fundos, Gestoras, Agentes Autônomos, Stablecoins em reais, Stablecoins em dólar, Programas de fidelidade, Crédito de Carbono & ESG, Plataformas de contrato inteligentes, Mineradoras, Finanças Descentralizadas, Organizações Descentralizadas, Imobiliário & Incorporação, Tokenizadoras, Tokenizadoras com foco em NFTs, Exchanges/Corretoras, Provedores de Liquidez, Pagamentos e Games.


Opmerkingen


bottom of page